Ideias que não tenho aonde publicar + servidor de imagem que é liberado na sua empresa = Ritalinando.

Nintendo 3DS – Testei e conto tudo …

Na Game World 2011 realizada no centro de convenções Frei Caneca contou com a 1ª demonstração ao público brasileiro do aguardado Nintendo 3DS , portátil da Nintendo que promete elevar a outro patamar o efeito 3D nos games.

A grande a tração da feira era o 3Ds (juntamente com MK9). Após 1hora e 20minutos de muita ansiedade aguardando a minha vez em uma fila organizada finalmente consegui colocar as minhas mãos no portátil.

O 3Ds me pareceu um pouco menor que o DS XL

Os botões são mais anatômicos

O direcional analógico me pareceu mole demais.

O primeiro jogo que experimentei foi o SF IV;. Num primeiro momento é confuso, dando a impressão de que a visão de quem joga está embaralhada. Mas, inteligentemente, há um controle de regulagem da intensidade do efeito 3D. Sendo possível jogar em “full” 3D (com aquela impressão que os personagens saltam da tela), “3D moderado (menos Confuso aos olhos) e no modo 3D mais suave, este último proporciona um lindo efeito de profundidade aos cenários. Obviamente é possível jogar sem efeito 3D algum, ficam no modo tradicional.

Este controle de intensidade 3D é uma espécie de dimmer (controle que regula intensidade da luz). O controle de intensidade do 3D é a função mais essencial para o sucesso da novidade, porque acredito que a grande maioria se incomodariam com o efeito do 3D quando colocado no modo mais intenso e dependendo do jogo esta função é mais ou menos interessante.

O 3DS possui ainda 3Câmeras – 2 frontais e 1 interna. As duas câmeras frontais é utilizada para a interação com a Realidade Aumentada.
Uma novidade para o mundo do videogame e que provavelmente vem pra ficar. Realidade aumentada funciona da seguinte maneira: As câmeras frontais captam um ponto pré-estabelecido localizado em uma superfície a 35cm do aparelho. Este ponto pré-estabelecido, no caso do Nintendo DS é uma cartinha com algum ícone da Big N. A partir desta carta e neste ponto a 35cm começam a desenrolar acontecimento na tela do 3D. Ou seja, a carta e a mesa da sua casa, captadas pelas câmeras frontais, viram cenário e enredo de um game que se passa (virtualmente e em 3D) na tela do portátil.

O jogo que utiliza a possibilidade de interação através do efeito de Realidade Aumentada foi o AR Games. O jogo utiliza um AR Card (cartinhas de papel com motivos Nintendo) como ponto de referencia para o desenrolar de um mini game, estilo tiro ao alvo. AR Games foi surpreendente pra mim, pois apesar de ser extremamente banal e fútil é primeiramente instigante e atiça a curiosidade, pois a cada momento novos alvos e inimigos “pulam” na tela sempre interagindo com a carta. O ápice da novidade pra mim, foi um momento em que eu não sabia onde estava o último inimigo e a garota que fazia a demonstração do produto falou “levanta o 3DS e olha em cima da carta” – Incrível a sensação de profundidade, na tela do 3DS a AR Card havia desaparecido e no lugar da carta estava um buraco onde o alvo restante se escondia!!!

Ainda olhei o Zelda OOT e posso garantir o esplendor dos cenários sobre o efeito 3D.

O que fica dessa minha experiência com o Nintendo3DS é a seguinte: – Os videogames entraram definitivamente no século 21 e se o mundo não acabar em 2012 essa é apenas a ponta do iceberg. A partir do que vi e joguei posso esperar todos os grandes jogos das principais plataformas (GoW, Halo, LBP, Mario, Metroid, Metal Gear Solid entre outros) concebidos totalmente do que conhecemos hoje e muito mais interativos e impressionantes. O 3D e suas funcionalidades já é uma realidade.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s